Agricultura Familiar: contribuindo para a riqueza nacional

Authors:

Joaquim José Martins Guilhoto – Universidade de São Paulo

Silvio Massaru Ichihara – Universidade de São Paulo

Fernando Gaiger Silveira – IPEA

Carlos Roberto Azzoni – Universidade de São Paulo

Resumo: O setor agropecuário familiar é sempre lembrado por sua importância na absorção de emprego e na produção de alimentos, especialmente voltada para o autoconsumo, ou seja, focaliza-se mais as funções de caráter social do que as econômicas, tendo em vista sua menor produtividade e incorporação tecnológica. Entretanto, é necessário destacar que a produção familiar, além de fator redutor do êxodo rural e fonte de recursos para as famílias com menor renda, também contribui expressivamente para a geração de riqueza, considerando a economia não só do setor agropecuário, mas do próprio país. Para justificar esta afirmação o texto a seguir apresenta os principais resultados da pesquisa realizada pela parceria NEAD-FIPE[1] titulada como: “A importância do agronegócio familiar no Brasil”.

—–

[1] NEAD – Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural – Ministério do Desenvolvimento Agrário

FIPE – Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas

 Download SSRN  Download IDEAS

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s