Agropecuária, emprego e distribuição de renda na economia brasileira: uma aplicação do modelo Leontief-Miyazawa

Autores:

Joaquim Guilhoto – University of Sao Paulo

Fernanda Sartori Camargo Da Cunha – University of Sao Paulo (USP)Guilherme

Renato Caldo Moreira – Federação das Insdústrias de São Paulo (FIESP)

Resumo:  O Brasil apresenta uma das piores distribuições de renda do mundo. É o décimo colocado numa lista com cerca de 126 países com as piores desigualdades de renda. Além desse problema enfrentado pela economia brasileira, o crescimento da demanda por postos de trabalho também tem preocupado os formuladores de políticas públicas. Levando em consideração ambos os aspectos, o objetivo desse artigo é relacionar a estrutura produtiva e a distribuição de renda na economia brasileira no que diz respeito ao impacto na geração de empregos no setor Agropecuária. O sistema construído para aplicação do modelo Leontief-Miyazawa leva em consideração a economia brasileira no ano de 2002 (dados da nova metodologia do IBGE), representada em 42 setores, 80 produtos e 5 faixas de renda em cada uma das unidades da federação.

Download SSRN  Download IDEAS

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s