Agropecuária, emprego e distribuição de renda na economia brasileira: uma aplicação do modelo Leontief-Miyazawa

Autores:

Joaquim Guilhoto – University of Sao Paulo

Fernanda Sartori Camargo Da Cunha – University of Sao Paulo (USP)Guilherme

Renato Caldo Moreira – Federação das Insdústrias de São Paulo (FIESP)

Resumo:  O Brasil apresenta uma das piores distribuições de renda do mundo. É o décimo colocado numa lista com cerca de 126 países com as piores desigualdades de renda. Além desse problema enfrentado pela economia brasileira, o crescimento da demanda por postos de trabalho também tem preocupado os formuladores de políticas públicas. Levando em consideração ambos os aspectos, o objetivo desse artigo é relacionar a estrutura produtiva e a distribuição de renda na economia brasileira no que diz respeito ao impacto na geração de empregos no setor Agropecuária. O sistema construído para aplicação do modelo Leontief-Miyazawa leva em consideração a economia brasileira no ano de 2002 (dados da nova metodologia do IBGE), representada em 42 setores, 80 produtos e 5 faixas de renda em cada uma das unidades da federação.

Download SSRN  Download IDEAS

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s