Estrutura produtiva, de consumo e de formação de renda brasileira: uma análise de insumo-produto para o ano de 2008

Authors:

Leopoldo M. Gutierre – Universidade de São Paulo

Joaquim J. M. Guilhoto – Universidade de São Paulo

Tatiana A. Nogueira – Universidade de São Paulo

Abstract: A produção de um país está associada tanto às interligações entres seus setores produtivos quanto às interligações dessa estrutura à formação de renda das famílias e aos padrões de consumo delas. O modelo utilizado, Leontief-Miyazawa, busca levar em conta o conjunto dessas relações para analisar uma economia. A partir de matrizes de insumo produto para o Brasil do ano de 2008 e de pesquisas como POF, PNAD e PME realizadas pelo IBGE estimou-se o modelo proposto. Como resultado encontrou-se como exemplo de política eficaz para a geração de renda para os mais pobres (famílias com rendimento mensal de até três salários mínimos de janeiro de 2009) seria o estímulo de setores como Álcool e Produtos da madeira – setores que tem seu potencial ainda não utilizado na economia, segundo os índices de ligação. Encontrou-se, também, que choques na renda das famílias de classes intermediárias tem maior potencial na geração de renda na economia e que crescimento da renda familiar leva a um padrão de consumo menos concentrado em bens de primeira necessidade e mais em concentrado em serviços em geral.

Download SSRN  Download IDEAS

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s