Geração de renda, emprego e impostos no agronegócio dos estados da região sul e restante do Brasil

Authors:

Umberto Antonio Sesso Filho – Universidade Estadual de Londrina

Joaquim José Martins Guilhoto – Universidade de São Paulo

Rossana Lott Rodrigues – Universidade Estadual de Londrina

Antonio Carlos Moretto – Universidade Estadual de Londrina

Magno Rogério Gomes – Universidade Estadual de Londrina

Abstract: O dimensionamento do agronegócio deve considerar a contribuição de cada segmento dentro da cadeia produtiva e suas relações de aquisições e vendas para outros setores. Considerando que a Matriz Insumo-Produto (MIP) constitui-se em ferramenta importante para dimensionar, com maior grau de detalhamento, as cadeias produtivas e o agregado de atividades que constituem o agronegócio, este artigo concluiu, para 2004, que o Produto Interno Bruto (PIB) do agronegócio da região sul foi de, aproximadamente, R$ 125 bilhões, o que correspondeu a 27% do total do PIB do agronegócio brasileiro (460 bilhões de reais) e 39% do PIB total regional (R$ 322 bilhões). O estado com maior participação no agronegócio da região foi o Rio Grande do Sul, seguido do Paraná e Santa Catarina, cada um com, respectivamente, R$ 49, R$43 e R$ 32 bilhões. A geração de empregos do agronegócio correspondeu a um terço da força de trabalho da região sul. Em termos de geração de impostos, a região sul arrecadou R$ 8,5 bilhões com o agronegócio em 2004, o que correspondeu a 24% do total deste setor em todo o país.

DownloadSSRN

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s